Aiton: Deputado Moacir Rodrigues do PSL e Dr. Ailton defendem que água da transposição chegue a Taperoá por gravidade

 A transposição consegue trazer água até Monteiro, mas deixa outras cidades do cariri fora da rota dos benefícios desse projeto. Sem água para o consumo humano, animal e para produção de alimentos, os municípios se viram como pode para sair da insegurança hídrica quando há seca prolonga. Ajoelhada, a população tem como única alternativa a perfuração de poços que nem sempre oferta água de boa qualidade.

: Preocupado com essa realidade o vereador Ailton Paulo de Souza, o Dr. Ailton como é conhecido, que é mandatário em Taperoá, procurou o deputado estadual Moacir Rodrigues, PSL, partido do presidente Bolsonaro, para pedir a inclusão de sua cidade ao projeto da transposição. Ailton explicou que é possível levar água de Monteiro até a cidade de Livramento por meio de canal e de lá para o açude Manoel Marcionilo correria pelos rios, que ficariam perenes, depois pelo rio Taperoá com destino ao Epitácio Pessoa, em Boqueirão.

 é um vereador atuante e muito ligado as questões de sua região e foi por essa razão que o parlamentar taperoaense resolveu encontrar o deputado que também pensa como ele. O encontro dos dois parlamentares se deu em Campina Grande onde falaram dos benefícios que os moradores da região teriam com a possibilidade irrigar, criar gado, produzir frutas e ver o desenvolvimento econômico do Cariri.

 A idéia também defendida pelo deputado Moacir que, preliminarmente, observou que a cota altimétrica de Monteiro é de 590m e a de Taperoá fica em torno de 525m o que dá uma diferença de 65m, altura suficiente para descer água por gravidade até a terra de Ariano, sustenta os parlamentares que fecharam parceria em torno do tema. “Sou de Campina e quero água para Boqueirão, cariri Oriental, também para o Ocidental e Dr. Ailton quer água para sua terra e essa água vai mudar a vida de todas as cidades”, evidenciou o deputado.

: Para ter à certeza de que a proposta é possível, o deputado já encaminhou requerimento ao Ministério Regional (antigo Ministério da Integração Nacional), solicitando estudo de viabilidade para saber se é possível a execução de obra dessa natureza, obra que, segundo ele, mudará a vida da população beneficiada pela água que chega via transposição até Monteiro e poderá passar por Taperoá, dentro da nova proposta. “Água para o Sertão é vida, temos que acabar um dia com a indústria da seca”,diz deputado.

Categoria:Cultura

Deixe seu Comentário